domingo, 14 de outubro de 2007

FORÇA AÉREA PORTUGUESA NA LITUÂNIA


A Força Aérea Portuguesa prepara-se para assumir a defesa do espaço aéreo da Lituânia a partir do próximo dia 1 de Novembro. Portugal vai enviar quatro aviões do tipo caça F16, que têm por missão patrulhar os céus do país báltico até 15 de Dezembro.

As aeronaves portuguesas vão estar na Lituânia ao serviço da NATO, integrados na missão ‘Baltics Air Policing 07’, que assegura a defesa aérea do país em sistema de rotatividade entre os vários Estados-membros, uma vez que a Lituânia não dispõe de aviões de combate. Desde há três anos que a NATO assegura também a defesa aérea da Estónia e da Letónia.

O contingente português é composto por cerca de 75 elementos – entre pilotos, mecânicos e pessoal de apoio e ainda quatro ou cinco controladores de tráfego aéreo. A comitiva vai ficar instalada na cidade de Siauliai, a Norte da capital, Vilnius. É nos arredores desta cidade que fica a base aérea de Zokniai – que nos tempos da Guerra Fria era a mais importante base da União Soviética no Báltico. Hoje, uma das principais preocupações da NATO é precisamente evitar que a aviação russa use indevidamente o espaço aéreo dos países bálticos.

Os militares portugueses começaram a preparar a missão desde 2006, altura em que os pilotos fizeram treinos na Noruega. As temperaturas extremas – que podem chegar aos 30 graus negativos – são um dos inimigos a combater, o que levou a Força Aérea a comprar uniformes especiais para os seus militares.

O major Paulo Gonçalves, das Relações Públicas da Força Aérea, explicou ao CM a importância da missão: “Além do prestígio internacional, esta operação vai permitir aos nossos pilotos trabalhar em cenário real, o que é uma grande mais-valia para o efectivo da Força Aérea”.
(Correio da Manhã, 1 de Outubro de 2007)

2 comentários:

luis_meets_giorgio disse...

hey, they are in my city (:

Anónimo disse...

Pena não nos terem feito aqui uma visita aqui a Siauliai... sempre se arranjava um pouco de bacalhau....